Entrevista – Suellen Ogando

Entrevista – Suellen Ogando

 264 visualizações

Hoje nossa conversa é com a artista multifacetada, atriz, cantora, compositora e jornalista, Suellen Ogando, e iremos falar sobre seu livro: “O Que é o Teatro Musical”.
O livro é fruto de uma longa pesquisa in loco em países como: França, Espanha, Itália, Áustria, Inglaterra, Alemanha e Estados Unidos.
Suellen Ogando, iniciou sua carreira em Minas Gerais mais precisamente em Belo Horizonte e, já atuou em mais de 30 espetáculos, diversos vídeos institucionais, comerciais e também inúmeras dublagens.

Foto divulgação

Eunoteatro – Suellen, quais são as suas inspirações na hora de escrever? Você escreve há quanto tempo?

Suellen Ogando – Eu me formei em Jornalismo em 2007, desde então escrevo matérias sobre Cultura, Entretenimento, Economia, Política, Comportamento. Mas sem sombra de dúvida amo escrever sobre Cultura: Teatro, Música, Cinema. Em 2012, 2013 tive uma passagem pelo site A Broadway É Aqui, em que tinha uma coluna chamada BR Broadway que era sobre o teatro musical pelo Brasil, fora do eixo RJ/SP, uma vez que Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza dentre outras cidades apresentavam espetáculos e às vezes não eram noticiados. Então foi um projeto importante para visibilidade do mercado fora eixo RJ/ SP e de promoção dos musicais pelo Brasil. E tudo serviu de inspiração para escrever meu livro em 2016.

Eunoteatro – Para qual público se destina o seu livro, “O Que é o Teatro Musical”?

Suellen Ogando – Lançado em 2016 o livro: O QUE É O TEATRO MUSICAL é uma leitura para todas as idades e pessoas que tenham curiosidade sobre o assunto. Com linguagem clara e objetiva, o livro reuni um viés jornalístico e histórico, trazendo informações que eu gostaria de achar em um só livro. Claro que o assunto é amplo e rico, mas o livro é um recorte interessante para norteamento sobre o Teatro Musical.

Eunoteatro – Como foi o processo de pesquisa para criação do livro ” “O Que é o Teatro Musical”? E quanto tempo levou?

Suellen Ogando – O livro seria minha dissertação do Mestrado, que desisti pela dificuldade de aceitação das universidades pelo tema, entre 2010 a 2015. Portanto como já sou Pós Graduada resolvi acreditar no potencial do livro e lança-lo após uns 4 anos de pesquisas nacionais e internacionais.

Eunoteatro – Em sua pesquisa de campo, você visitou países da Europa e Estados Unidos, quais as principais diferenças você pôde notar entre o nosso Teatro Musical e o deles?

Suellen Ogando – Um fato interessante ao visitar outros países tal como França, Espanha, Itália, Áustria, a Inglaterra, Estados Unidos, etc, é que se tem muitas franquias de musicais espalhadas pelo mundo, assim como: O Rei Leão, Violinista no Telhado, Sister Act, Mary Poppins. Mas se tem muitos musicais autorais principalmente na Espanha e Itália que valorizam a cultura local tendo vários musicais. O Brasil começou com os autorais biográficos, em 2011, com Tim Maia, na Espanha e Itália eram autorais dentro da história cultural deles não necessariamente biográfico.

Foto Suellen Ogando e Josep Maria Borràs diretor da escola Youkali em Barcelona
Foto Suellen Ogando em Amsterdam mostrando os musicais de franquia
Foto mais franquias pelo mundo

Eunoteatrro – Em seu livro você discorre aos leitores as particularidades existentes no Teatro Musical, como por exemplo a diferença entre Teatro Musical e Teatro Musicado. Na sua visão, por que existe tanta confusão entre as duas modalidades?

Suellen Ogando – Como o Teatro Musical virou moda, muitos produtores usam o nome como fossem musicais, mas são musicados e muitas vezes show. Pois no teatro musical a música entra como continuação da história, dramaturgia e não apenas como acessório, tipo um elemento bonito no espetáculo teatral. Já um espetáculo show são músicas atrás de músicas, não se tem um enredo, a música não conta uma história e sim apenas um espetáculo show sobre a vida de alguém, é mais uma homenagem do que teatro musical.

Eunoteatrro – As suas apresentações nos programas do SBT foram de muita importância para a divulgação do teatro musical ao grande público. Conte-nos um pouco sobre essa experiência e qual foi o retorno desse sucesso?

Suellen Ogando – Como viajei pra fora do país percebi que em muitos canais da tv aberta tinham programas de calouros com números de teatro musical era algo comum dentro da cultura. Como no Brasil o teatro musical voltou com força desde os anos 2000 e com filmes musicais exibidos na Tv como Chicago, Hairspray, vi nisto uma oportunidade de tentar convencer os diretores e produtores que eu podia mostrar Chicago como Velma Kelly, Mary Poppins e até mesmo Carmen Miranda com “As Cantoras do Rádio” valorizando e resgatando nossa cultura, sendo números inéditos na Tv Brasileira. Ao disputar o programa Máquina da Fama no SBT em 2014/2015 me vi com uma grande responsabilidade de mostrar algo novo para o público de massa que consome Sertanejo, MPB, dentre músicas populares. Mas fiz com tanta paixão, garra, amor que consegui vencer e tocar o público, produtores e diretores do programa. Em 2018 fui mais além nos programas super populares do país, fui no Programa do Ratinho, no Quadro: 10 ou 1000 e venci também, até o jurado, o Arnaldo Saccomani, que nem gostava de musicais, conforme ele relatou, acabou elogiando e gostando da apresentação. E o intuito foi esse mostrar os musicais para o público que não conhece ou conhece e não gosta muito. Acredito que com pesquisa, paixão, garra apresentar o número certo pode alcançar as pessoas, tocando seus corações.

Foto Apresentações SBT

Eunoteatro – Seu livro conta com a colaboração de grandes nomes do teatro como: Jorge Takla, Claudio Botelho, Reiner Tenente entre outros, qual sua ligação com cada um deles?

Suellen Ogando – Cada uma das pessoas escolhidas para o livro são que eu já admirava e admiro, e Reiner Tenente eu já havia produzido o Workshop dele em BH, Claudio Botelho participei do Workshop dele em BH, Jorge Takla já havia adicionado para ele em musicais e sempre amei sua direção e produção. Enfim todos eles são conhecedores do fazer, produzir musicais, em que vieram colaborar ricamente com o tema.

Eunoteatro: Suellen, nós agradecemos a gentileza desta entrevista e aguardamos com ansiedade pelo seu próximo livro!

Quero ser avisado
Notificar
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments